Fiat Uno: Verificação dos níveis

Fiat Uno / Manutenção do veículo / Verificação dos níveis

MOTOR 1.0/1.4 FLEX

  1. Óleo do motor
  2. Fluido dos freios
  3. Líquido do lavador do para-brisa
  4. Líquido de arrefecimento do motor
  5. Fluido da direção hidráulica
  6. Reservatório de gasolina para partida a frio

MOTOR 1.0/1.4 FLEX

ÓLEO DO MOTOR - fig. 2

Motor 1.0/1.4 Flex

  1. vareta de verificação
  2. bocal de enchimento

ÓLEO DO MOTOR

ADVERTÊNCIA: verifique o nível e efetue a troca do óleo do motor de acordo com a frequência indicada no "Plano de Manutenção Programada". O nível do óleo deve estar entre as referências MIN e MAX marcadas na vareta de controle. O espaço entre elas corresponde a cerca de 1 litro de óleo.

O controle do nível do óleo deve ser efetuado com o veículo em terreno plano e com o motor ainda quente (cerca de 10 minutos após tê-lo desligado).

Se o nível do óleo estiver perto ou até abaixo da referência MIN, adicionar óleo através do bocal de enchimento até atingir a referência MAX.

O nível do óleo nunca deve ultrapassar a referência MAX. ADVERTÊNCIA: depois de ter adicionado ou substituído o óleo, funcionar o motor por alguns segundos, desligá-lo e só então verificar o nível.

Devido à concepção dos motores a combustão interna, para que haja uma boa lubrificação, parte do óleo lubrificante é consumido durante o funcionamento do motor.

Com motor quente, mexer com muito cuidado dentro do vão do motor, pois há perigo de queimaduras. Lembre-se que, com o motor quente, o eletroventilador pode pôr-se em movimento, e ocasionar lesões.

Não adicionar óleo com características diferentes das do óleo já existente no motor. Só o uso dos óleos recomendados (ver "Características dos lubrificantes e dos líquidos" no capítulo Características Técnicas) garante a quilometragem prevista pelo plano de manutenção.

LÍQUIDO DO SISTEMA DE ARREFECIMENTO DO MOTOR - fig. 3

Quando o motor estiver muito quente, não remover a tampa A-fig.

3 do reservatório, pois há perigo de queimaduras.

O nível do líquido deve ser controlado com motor frio e não deve estar abaixo da referência MIN marcada no reservatório.

Se o nível for insuficiente, despejar lentamente, através do bocal do reservatório, uma mistura com 50% de Coolantup (vermelho) e 50% de água pura.

LÍQUIDO DO SISTEMA DE ARREFECIMENTO DO MOTOR

Se o motor funcionar sem o líquido de arrefecimento, seu veículo poderá ser seriamente danificado.

Os reparos, nestes casos, não serão cobertos pela Garantia.

ATENÇÃO: nunca abasteça o reservatório no sistema de arrefecimento do motor do veículo com líquido de arrefecimento não orgânico (verde). Utilize somente Coolantup (vermelho), pois a mistura com outros aditivos pode alterar as propriedades do Coolantup (vermelho), comprometendo sua eficiência.

LÍQUIDO DOS LAVADORES DO PARA-BRISA E DO VIDRO TRASEIRO - fig. 4

Para adicionar líquido, tirar a tampa B-fig. 4 e encher o reservatório.

ADVERTÊNCIA: não viajar com o reservatório do lavador do para-brisa vazio; a ação do lavador é fundamental para melhorar a visibilidade.

FLUIDO PARA A DIREÇÃO HIDRÁULICA - fig. 5

Verificar se o nível do óleo, com o veículo em terreno plano e motor frio, está entre as referências MIN e MAX marcadas na parte externa do reservatório.

Com o óleo quente, o nível também pode superar a referência MAX.

Se for necessário adicionar óleo, certificar-se de que tenha as mesmas características do óleo já presente no sistema.

Usar somente óleo TUTELA GI/A.

Se o nível do fluido no reservatório estiver inferior ao nível prescrito, adicionar o óleo TUTELA GI/A, operando da seguinte forma:

FLUIDO PARA A DIREÇÃO HIDRÁULICA

ADVERTÊNCIA: para esta operação é aconselhável dirigir-se à Rede Assistencial Fiat.

Evitar que o fluido para a direção hidráulica entre em contato com a partes quentes do motor.

FLUIDO PARA A DIREÇÃO HIDRÁULICA

Não forçar o volante totalmente girado em fim de curso. Isto provoca o aumento desnecessário da pressão do sistema.

Verificar periodicamente o estado e a tensão da correia da bomba da direção hidráulica.

RESERVATÓRIO DE GASOLINA PARA PARTIDA A FRIO

O reservatório de gasolina para partida a frio fig. 6 possui uma capacidade de 2,0 litros.

O abastecimento deve ser efetuado com cautela, evitando derramamento de gasolina. Caso isto ocorra, fechar o reservatório com a tampa D-fig. 6 e jogar água, a fim de remover o excesso de combustível.

A baixa frequência de utilização de 100% de etanol pode provocar o envelhecimento da gasolina presente no reservatório de partida a frio pela falta de consumo. Para minimizar este evento, é recomendável o abastecimento do reservatório de partida a frio preferencialmente com gasolina de alta octanagem - Ron 95 ou Aki 91, por exemplo, a gasolina Podium da Petrobras e a V-Power Racing da Shell, entre outras com as mesmas características. Consulte o posto de abastecimento de combustível de sua preferência, das opções disponíveis.

Na ausência destas, utilizar gasolina aditivada, que mantém as suas propriedades por período mais extenso do que a gasolina tipo C comum.

Anti-knock index (Aki) é bem similar à denominação Ron. Aki 91 corresponde a aproximadamente Ron 95.

Substituir o combustível do reservatório de partida a frio a cada 3 meses se este não for consumido.

Para substituição do combustível, dirigir-se à Rede Assistencial Fiat.

RESERVATÓRIO DE GASOLINA PARA PARTIDA A FRIO

O reservatório de partida a frio deve ser abastecido sempre que a luz-espia no painel acusar nível insuficiente de gasolina.

O abastecimento deve ser efetuado com o motor desligado.

FLUIDO DOS FREIOS - fig. 7

Periodicamente, controlar o funcionamento da luz-espia situada no quadro de instrumentos (algumas versões): pressionando a tampa do reservatório (com chave de ignição em MAR), a luz-espia deve acender.

Se precisar adicionar fluido, utilizar somente os classificados DOT 4. Em particular, aconselha-se o uso de (TUTELA) TOP 4/S, com o qual foi efetuado o primeiro enchimento.

O nível do fluido no reservatório não deve ultrapassar a referência MAX.

RESERVATÓRIO DE GASOLINA PARA PARTIDA A FRIO

Evitar que o fluido dos freios, altamente corrosivo, entre em contato com as partes pintadas. Se isso acontecer, lavar imediatamente com água.

ADVERTÊNCIA: o fluido dos freios é higroscópico (isto é, absorve a umidade). Por isto, se o veículo for usado predominantemente em regiões com alta porcentagem de umidade atmosférica, o fluido deve ser substituído com mais frequência do que indicado no Plano de Manutenção Programada.

IMPORTANTE: para evitar inconvenientes de frenagem, substitua o fluido dos freios a cada dois anos, independentemente da quilometragem percorrida.

O símbolo , presente no recipiente, identifica os fluidos de freios de tipo sintético, distinguindo-os dos de tipo mineral. Usar fluidos de tipo mineral danifica irremediavelmente as juntas especiais de borracha do sistema de frenagem.

Veja também:

Citroen C3. Accionamento
Rode o botão 1 para a posição "CRUISE": para seleccionar o modo regulador; a função é colocada em pausa. Para activar o regulador e registar uma velocidade de referência, quando a velocidade do veículo atingir o ...

Toyota Etios. Substituição do pneu furado
Calce os pneus. Para veículos com calota integral, remova a calota usando a chave de aperto. Para proteger a calota, coloque um pano entre a chave e a calota. Solte levemente as porcas da roda (uma volta). Manualmente, gire a parte "A" do macaco, até que o ...

Modelos



Todos os direitos reservados: © 2020 www.portalmanual.org 0.1456